terça-feira, 9 de agosto de 2016

Prefeitura de Paço de Lumiar e Governo do Estado iniciam obras de asfaltamento das principais vias na zona rural e urbana do município







Foram iniciadas, esta semana, as obras de asfaltamento de diversas avenidas e vias de grande circulação em Paço do Lumiar. Os serviços de recuperação da malha viária urbana e rural do município estão inseridos no ‘Programa Mais Asfalto’, como resultado do convênio firmado entre a Prefeitura Municipal e o Governo do Estado.
O mutirão inclui serviços de recomposição da camada asfáltica,  drenagem superficial e reforma da sarjeta e meio-fio. As obras vão impactar diretamente na melhoria da trafegabilidade de veículos e de pedestres que precisam se deslocar todos os dias por estes acessos.
De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Urbanismo, Trânsito e Transporte (Sinfra) as obras atendem às solicitações encaminhadas pela Administração Municipal ao Governo do Estado, já que os trechos mapeados pela equipe técnica de Paço do Lumiar estão incluídos no cronograma de execução do Mais Asfalto.
As melhorias foram efetivadas conforme mapeamentos das vias e o grau de comprometimento viário, beneficiando o escoamento da agricultura e acesso ao Maiobão e adjacências. O Governo está atendendo aproximadamente 10 dos 20 km de asfalto que haviam sido solicitados pelo município. Nesta etapa, estão sendo recuperados trechos da Avenida 10 do Maiobão, próximo à feira da Estrada de Ribamar na MA – 201, bem como as estradas do Sítio Grande e da Pindoba.
Avenida 13 – Como parte do plano de melhoria da malha viária de Paço do Lumiar, a Prefeitura Municipal concluiu, no mês passado, os trabalhos asfaltamento de toda Avenida 13 do Bairro Maiobão. No local, foram feitas ainda a desobstrução de 14 bueiros e galerias, bem como a nova sinalização, meio fio e a revisão da rede de iluminação pública.
A operação foi executada com recursos da Gestão Municipal, que priorizou, também outros trechos das vias públicas de bairros e comunidades de Paço do Lumiar, melhorando a qualidade de vida das pessoas, a mobilidade urbana e a economia local. Ainda este mês, segundo a Sinfra, serão feitos serviços na Avenida 14 e no corredor de ônibus.

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Prefeitura de Paço do Lumiar e SEMA tratam sobre os impactos causados pelos resíduos sólidos no município




O prefeito municipal de Paço do Lumiar, professor Josemar Sobreiro (PR) foi recebido nesta quarta-feira, 21, pelo Secretário de Estado do Meio Ambiente, Marcelo Coelho, para tratar sobre o destino final dos resíduos sólidos do município. Na oportunidade, participaram também da reunião, o vice-prefeito Marconi Lopes, a secretária de Meio Ambiente, Andreia Seguins Feitosa, a procuradora adjunta do Município, Jacqueline Silva, Ronald Abreu Coordenador de Meio Ambiente de Paço do Lumiar e técnicos em meio ambiente.
Durante a audiência foram iniciadas tratativas entre estado e município para a condução do Plano Municipal de Resíduos Sólidos – PMRS. Na extensa pauta de discussões foram abordadas também, questões como a regularização fundiária, agricultura familiar, e meios legais por meio de parcerias com órgãos competentes, com vistas à geração, seleção, descarte, tratamento e destino dos resíduos.

De acordo com o prefeito, Josemar Sobreiro, “o ajuste é necessário para a cooperação em torno da condução da destinação final dos resíduos, problema que aflige todos os municípios maranhenses”.

Nova agenda – Após exposição das propostas do poder público, contidas no Plano Municipal de Resíduos Sólidos, os gestores acordaram uma nova reunião para o dia 28 de janeiro, com a participação de representantes do ITERMA, SAF, Prefeitura de Paço do Lumiar, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e sociedade civil, por meio das lideranças comunitárias.

Paço do Lumiar retomou, este mês, as audiências públicas de apresentação do PMRS. As comunidades da Sede, Pindoba e Iguaíba foram as primeiras a conhecer as diretrizes do plano e puderam contribuir com propostas a serem implementadas ao documento.

O PMRS prevê o fechamento do lixão de Paço do Lumiar e defende a instalação de um aterro sanitário municipal, em consonância com Lei Federal Nº 12.305, de 02 de agosto de 2010.


'Le Monde': historiador diz que saída de Dilma não resolverá crise brasileira


Laurent Vidal aponta a discriminação como um dos demônios do passado do país


Em uma publicação do jornal Le Monde desta terça-feira (26), o historiador Laurent Vidal analisa a atual crisebrasileira. O especialista relembra fatos do passado do país para explicar o contexto atual e afirma que a solução vai além da saída da presidente do poder.
Ao jornal francês, Laurent Vidal, que lecionana Universidade de La Rochelle, explica que a crise que o Brasil enfrenta desde a reeleição de Dilma Rousseff, em outubro de 2014, revela a sociedade brasileira de hoje, que longe de ser o “país do futuro”, está ligada ao presente e capturada por seus demônios do passado. Um dos primeiros demônios, segundo o professor, é a questão da discriminação, que vem sendo ressaltada desde a vitória de Dilma. Para ele, um dos estopins foi a mídia nacional, que logo após os resultados, divulgou mapas do Brasil onde era possível ver claramente uma divisão da nação: de um lado, na metade superior, os estados do norte e nordeste, pintados de vermelho, que teriam uma maioria de votos para a presidente e, do outro, pintados de azul, os estados que de onde viriam a maior parte dos votos do rival Aécio Neves. 
Historiador analisa crise brasileira de acordo com sua história, desde os tempos da corte portuguesa
Historiador analisa crise brasileira de acordo com sua história, desde os tempos da corte portuguesa
“Esse retorno dessas duas faces do Brasilesconde principalmente uma forma de desprezo social, que se instalou no coração dos brasileiros. O excluído hoje não é apenas aquele que sofre das carências materiais, mas também aquele que não é reconhecido como sujeito digno de se pronunciar sobre uma escolha política e social”, analisa o professor nas páginas do Le Monde.
Vidal também chama atenção para o fato de que “a luta contra a corrupção, reivindicada pelos adversários da presidente, é um elemento clássico da história do país”. Ele lembra que, em 1808, o primeiro jornal brasileiro já falava dos danos que ela provocava na corte portuguesa exilada no Brasil, conclui. 
“O impeachment não resolverá a crise profunda que atravessa o país, pois não é o futuro que divide os brasileiros, e sim o súbito ressurgimento de um passado doloroso. Enquanto esse passado não for exorcizado, vai ser difícil imaginar um projeto de futuro capaz de integrar a diversidade desse país e de restaurar a confiança e o respeito entre os brasileiros”, finaliza o historiador ao Le Monde.
Para ler matéria na íntegra, clique aqui:

terça-feira, 8 de março de 2016

A ONDA QUEBROU E MATOU AFOGADO GILBERTO AROSO, QUE ERA LÍDER DO MOVIMENTO



TJMA mantém condenação de ex-prefeito de Paço do Lumiar, Gilberto Aroso
A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), em sessão nesta terça-feira (8), manteve sentença da juíza da Comarca de Paço do Lumiar, Jaqueline Reis Caracas, pela condenação do ex-prefeito de Paço do Lumiar, Gilberto Aroso, e do ex-presidente da Central de Licitação daquele município, Roberto Campos Gomes.
A pena aplicada para cada um é de seis anos e três meses de reclusão, por crimes contra a Lei de Licitações. O processo teve como relator o desembargador João Santana.
A 1ª Câmara Criminal do TJMA determinou também – a pedido do procurador de Justiça, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau – a prisão de Gilberto Aroso e Roberto Campos Gomes, tendo em vista recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou o início de cumprimento de pena de prisão após a confirmação da sentença em julgamento colegiado.
Aroso e Campos foram denunciados pelo Ministério Público do Maranhão (MPMA) por fraude na montagem de licitações. De acordo com o órgão ministerial, para conferir aparência de regularidade aos processos licitatórios, era providenciada a inclusão fraudulenta dos avisos de licitação apenas na versão eletrônica do Diário Oficial com datas retroativas.
Em seu voto, o desembargador João Santana afirmou que ficou comprovada a materialidade delitiva do fato de que o ex-prefeito e o ex-gestor público terem contribuído, de forma decisiva, para frustrar a legalidade de processos licitatórios.
O desembargado Raimundo Melo – revisor do processo – acompanhou o voto do relator e ressaltou não haver qualquer dúvida de que a publicação dos avisos de licitação do Município de Paço do Lumiar não ocorreu de forma ampla, correta e transparente, não constando na versão impressa do Diário Oficial e, tampouco, na versão disponível na internet, por ocasião da perícia técnica feita pela Polícia Federal.
O entendimento do relator do processo foi seguido, também, pelo desembargador José Luiz Almeida, membro do colegiado.

terça-feira, 1 de março de 2016

Weverton Rocha desautoriza Julião Amin em Paço do Lumiar



O presidente estadual do PDT no Maranhão, deputado federal Weverton Rocha, desautorizou ontem (29) o secretário-geral da legenda, Julião Amin, que considerou um equívoco o apoio dos pedetistas ao prefeito Josemar Sobreiro (PSDB), em Paço do Lumiar.
Em contato com o Blog do Gilberto Léda, na manhã de segunda-feira, Rocha sequer considerou o posicionamento de Amin.
“O partido está unido! Nossa posição é clara e já foi divulgada”, disse, numa evidente referência ao recente evento do PDT em Paço do Lumiar, no qual se reafirmou o apoio à reeleição de Josemar Sobreiro. Na ocasião, até o presidente nacional do partido, Carlos Lupi, confirmou a aliança com o PSDB.
O posicionamento do deputado é também um recado claro ao colega de partido. Amin é secretário do Trabalho na gestão Flávio Dino (PCdoB) e, por isso, viu-se pressionado a apoiar o pré-candidato comunista na cidade, o ex-deputado Domingos Dutra.
“É um equívoco de quem lutou conosco contra a oligarquia não estar conosco na luta ao lado do companheiro Dutra. Os partidos da base de sustentação da oposição que lutaram pela vitória do governador Flávio Dino, não podem se ausentar neste momento”, declarou.
Em Paço do Lumiar, o PDT tem o vice-prefeito e o secretário de Agricultura.
Por: Gilberto Leda.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Com festa e bolo, mais duas escolas são reformadas em entregue pela Prefeitura





Reafirmando seu interesse pela melhoria da educação do município, o prefeito Josemar Sobreiro (PSDB) reinaugurou nesta terça-feira, 26 de janeiro, as escolas UEB Garrastazu Médici e UEB Nascimento de Moraes, em Paço do Lumiar.
Além do prefeito Josemar Sobreiro, participaram da cerimônia o suplente de senador, Pinto Itamaraty, a secretaria municipal da Educação, Graça Privado, o vice-prefeito, Marconi Lopes, vereadores e outras lideranças políticas da cidade.
Sobreiro destacou também em sua fala que a "educação municipal sempre foi prioridade para sua gestão e um bom exemplo disso foi a criação do sistema municipal de gestão democrática, além da formação continuada dos educadores."
O suplente de senador, Pinto Itamaraty, falou sobre o bom momento da educação luminense, começando pela inauguração de escolas e a valorização dos professores:
"O que seria de nós sem a educação?! É o principal pilar da sociedade, parabenizo Josemar pela gestão, e afirmo que ele tem todo meu apoio dentro do PSDB", concluiu Pinto Itamaraty.
A secretária municipal de educação, Graça Privado, agradeceu a sua equipe e falou sobre a gestão:
“Hoje temos 16 escolas reformadas. A melhoria alcança a alimentação escolar das nossas crianças, finalizou a secretária.
A aluna da UEB Garrastazu Médici, Micaellen Sousa, de 14 anos, falou do prazer em estudar em uma escola com estrutura:
“Estou muito feliz pela reforma da minha escola, é uma felicidade para todos nós, alunos daqui”. disse a aluna.