quinta-feira, 21 de junho de 2012


                           Uma vez traíra sempre traíra



Ontem, por volta das 19:00 horas o Vereador Almeida, O TRAÍRA, voltou a desafiar mais uma vez o Deputado Federal Pinto da Itamaraty dizendo: Tucano de Bico Grande em PAÇO DO LUMIAR sou Eu e não PINTO.

Todos os pré-candidatos tucano Luminense que se fizeram presente ontem na residência do Vereador Traíra, foram pegos de surpresa pela fala desrespeitosa ao deputado Pinto, Isso aconteceu logo após ele receber uma ligação em seu celular pedindo que ninguém se preocupasse... Porque agora ele não estava mais de baixo de asa de um pinto, sim de gavião. assim ironizou.
Vamos aqui lembrar um pouco da trajetória política desse traíra travestido de vereador.
O que ninguém consegue esquecer foi às inúmeras vezes em que o professor Josemar, em sua velha Toyota Hilux, chegava à casa de Almeida e o apanhava e o levava para a zona rural de Paço do Lumiar, na intenção de eleger aquele velho amigo e torná-lo um vereador comprometido com as causas do povo luminense.
Em 2004, com a ajuda do professor Josemar, e tendo pouco mais de 300 votos, Almeida conseguiu se eleger vereador de Paço do Lumiar.
O clima político começa esquentar, em todas as alas Luminenses.
Daquele momento, até as eleições de 2008, Almeida se manteve alinhado ao projeto político do professor Josemar, afinal, ele tinha plena convicção que Josemar seria o prefeito e assim se tornaria presidente da Câmara Municipal.
Acontece que Josemar perdeu as eleições para a corrupção dos Arosos e Almeida, mais uma vez com a ajuda do professor Josemar, conseguiu se eleger vereador. Depois de eleito pela segunda vez, Almeida tomou uma atitude jamais esperada. Ele simplesmente virou as costas e abandonou o professor Josemar, aquele que tanto o ajudou.
Essa atitude revoltou todos aqueles que acompanham a trajetória política do professor Josemar.
Almeida, desde então, se tornou amigo fiel e defensor da prefeita Bia, de seu marido Amadeu Aroso e do filho Thiago Aroso e agora de Adriano Sarney Aroso.
Certa vez, Josemar chegou a comentar com alguns amigos: “não acreditava no que Almeida tinha feito com ele, pois o considerava um grande amigo”.
Como se vê, a ânsia pelo poder lhe subiu a cabeça, e logo se transformou em um sujeito mesquinho, ingrato e infiel, em fim, um Judas Escariotes.
Almeida chegou ao absurdo de dizer em uma entrevista ao programa maranhão TV, que: “o governo de Bia era referência nacional, que Paço do Lumiar era um verdadeiro canteiro de obras”.
Isso, para todos, foi o cúmulo...
Espero que após o fim de sua carreira política em 2012, o vereador Almeida aprenda a reconhecer e agradecer o bem que as pessoas lhe proporcionarem, pois a gratidão e a fidelidade são virtudes que devem pautar a vida de qualquer ser humano.
Ao Deputado pinto da Itamaraty aqui vai um aviso.
Muito cuidado com essa Traíra travestido de Tucano!







Nenhum comentário:

Postar um comentário